Roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia

Recebí de uma leitora a seguinte pergunta: duas semanas são suficientes pra conhecer a Austrália e a Nova Zelândia? Infelizmente nem duas, nem três, nem dez semanas são o bastante pra explorar estas lindezas da Oceania. Com tanto pra ver e fazer, só mesmo tirando um ano sábatico por lá pra aproveitar bem a região. Maaasss… Como não somos a Glória Maria do Fantástico pra tirar férias do trabalho por 365 dias sem culpa, a solução é fazer do limão uma limonada suíça e partir pro embarque rumo ao best of the best dos dois países!

Preparei então um roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia com uma seleção dos imperdíveis. Sugerí conhecer Sydney, a Grande Barreira de Corais, o Outback e Melbourne na Austrália e o caminho entre Queenstown e Franz Joseph na Nova Zelândia. A vontade é de conhecer uma cidade por dia, mas como fazer mala, desfazer mala, trocar de hotel, pegar a estrada dá uma trabalheira e perde-se muito tempo, o melhor é aproveitar bem os destinos que escolher e fazer valer a visita.

Roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia

Ao que interessa…

Dia 1 – Brasil > Sydney, AUS

São várias as rotas do Brasil até a Austrália, mas nenhuma delas leva menos que 20 horas sem contar com as escalas. A mais rápida é via Africa do Sul, que leva 8 horas de São Paulo até Joanesburgo (cerca de R$ 3.600 pela South African Airways) e 12 horas de Joanesburgo até Sydney (cerca de R$ 2.200 pela Qantas Airways). Uma opção mais barata, mas um poquito mais demorada, é pelo Chile. O vôo São Paulo > Sydney com escala em Santiago custa R$ 3.200 no total e dura 25 horas. A viagem é operada pela Lan Chile com participação da Qantas. O site www.voosbaratos.com.br localiza vôos em mais de cem sites de passagens online e compara preços. É uma boa pra dar a primeira pesquisada!

OBS: Neste roteiro estou sugerindo o que seria a rota ideal: Brasil > AUS > NZ > Brasil. Mas, se os vôos intercontinentais de ída e volta forem pelos mesmo destinos, ou seja, Brasil > AUS > NZ > AUS > Brasil (sair e chegar no Brasil pelo mesmo país), as passagens saem mais baratas.

Dia 2 – Sydney

Roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia

Sydney pra que te quero!

Pra começar bem o roteiro, nada melhor que ir direto a um dos símbolos da cidade, o Opera House, e conhecer a redondeza. Dá pra fazer o tour pela casa de shows mais famosa do mundo (vale muito a pena!), depois dar uma canelada no Botanic Garden e encerrar a manhã com um almoço de frente para a Sydney Harbour Brige, outro cartão-postal da cidade. À tarde, vale turistar pelo bairro Darling Harbour e posar pra foto com um coala fofo no Wild Life Sydney. Se o cansaço da viagem não tiver batido ainda, uma boa é assistir o sol se pôr direto da torre Sydney Tower Eye e fechar o dia jantando por lá mesmo, curtindo as luzes da naight. Delícia de dia!

Dia 3 – Sydney

One day is not enough! Sydney merece (muito) mais que 24 horas… Um passeio muito gostoso é ir para Manly Beach de ferry boat e passar o dia na praia. Outra idéia natureba é fazer a caminhada entre as praias badaladas de Bondi Beach para Coogee Beach que tem um visú deslumbrante. Se o clima não estiver pra praia, passeios mais cult como visitar o museu Art Gallery of New South Wales ou o National Museum of Australia (legal para levar as crianças) são boas pedidas. Uma pernada pela George Street, o centrão de Sydney, é tentadora pra compras. Se for até lá, não deixe de conhecer o shopping Queen Victoria Building.

Dia 4 – Sydney > Arlie Beach (Whitsundays)

Roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia

E a viagem segue para a praia de Arlie Beach, ponto de partida mais famoso para as ilhas Whitsundays e a Grande Barreira de Corais. Neste post aqui contei mais sobre a Grande Barreira e as formas de explorá-la. Como os dias são poucos, a minha sugestão é fazer o passeio de veleiro que passa uma noite a bordo e que a única preocupação é pular no mar, mergulhar, subir pro barco, comer, pular no mar, mergulhar…

Dia 5 – Arlie Beach

De volta à terra firme, é hora de preparar os cambitos pra retomar a viagem no dia seguinte. Se você é da tchurma da balada e ainda sobrou uma carguinha de energia, a boa notícia é que Arlie Beach ferve à noite e a rua principal vira uma festa só com uma casa noturna colada na outra. Detalhe: nada de altas produções na balada de Arlie hein, chapéu de praia e chinelo de dedo estão de bom tamanho.

Dia 6 – Arlie Beach > Alice Springs (Outback)

Roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia

Da praia pro deserto. O ponto de partida pro Outback (contei mais dele aqui) é a cidade de Alice Springs. De lá é que partem os passeios de um dia, três ou cinco rumo à paisagem vermelha e seca com cara de aventura que a gente tanto gosta. Não se preocupa que passar a noite em sacos de dormir não é a única forma de conhecer o deserto. Hotéis com ar condicionado, café da manhã e ônibus confortáveis levam os turistas pro meião do Outback e trazem de volta pra cama king size com segurança.

Dia 7 – Outback

Dia 8 – Alice Springs > Melbourne

Roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia

Melbourne é a cidade cult da Austrália. Lá é onde tudo acontece: exposições de arte, shows, competições esportivas. Além disso, Melbourne é também destino de bons restaurantes, bares e cafés e ainda por cima de boas compras! Se a correria não incomodar, um pit-stop em Melbourne pode dar um toque de charme ao roteiro!

Dia 9 – Melbourne > Queenstown, NZ

Deixando a Austrália pra trás, partimos pra Nova Zelândia. Já fiz um post especial com as TOP 5 atrações do país aqui!

OBS: Sem dúvida, a primeira parada que indicaria se não fosse o terremoto que atingiu a cidade em 2011 seria Christchurch. Um charme de cidade! Enquanto a cidade trabalha pra se reerguer, nós conhecemos outros destinos e torcemos pra que essa fase passe logo pros turistas e moradores. Força, Christchurch!

De volta ao roteiro…

A melhor maneira de conhecer a Nova Zelândia é, na minha opinião, na estrada. Deus mandou muito bem nas paisagens por lá e é por isso que as melhores atrações do país se vê viajando e, ainda, de graça. Lembra do Senhor dos Anéis? Pois então, foi lá que o filme foi gravado e, aliás, é possível visitar alguns dos pontos exatos das filmagens.

Em um roteiro de 4 dias pelo país (que é o que temos neste caso), eu sugeriria ficar em uma ilha só (já que o país é dividido em ilhas Norte e Sul). Se eu fosse escolher, optaria pela ilha Sul, que dá pra conciliar um pouco de tudo que NZ tem de melhor: paisagens, esporte, cultura, gastronomia. O meu roteiro ideal, então, seria descer de avião em Queenstown, alugar um carro e subir a ilha conhecendo as cidadezinhas pelo caminho, passando por Wanaka, Makarora até chegar em Franz Joseph. Se você viaja sozinho, a minha sugestão é comprar um pacote de viagem da Stray Travel que te leva de ônibus pelo roteiro que você escolher.

Roteiro de duas semanas pela Austrália e Nova Zelândia

Dias 10, 11, 12 e 13 – O que não deixar de fazer:

Na estrada: 1. Conhecer o Lake Tekapo; 2. Visitar alguma vinícola da região.

Queenstown: 1. Assistir a uma apresentação cultural do povo Maori (os aborígenes da NZ); 2. Saltar de bungee jump (ou fazer algum outro esporte radical – come on!).

Franz Joseph: Fazer a caminhada sobre a Geleira de Franz Joseph (não tem nada igual!).

Dia 14 – NZ > Brasil

Fim de viagem! Ufa. É hora de voltar pra casa com duas semanas intensas de histórias na bagagem!

Fica aí a sugestão do roteiro. Se por acaso não for adequado à viagem que você está planejando, espero que pelo menos aproveite algumas dicas de lugares pra conhecer! :)

About these ads

Comments

  1. Olá Juliana…ótimo o seu blog!

    No final do ano estaremos (eu, esposa e filho de 12 anos) indo para a Australia onde ficaremos por 36 dias!

    Nosso roteiro pensado até agora (chegamos no dia 15/dez):
    – 10 dias em Melbourne para curtir a Great Ocean Road, as Vinícolas e o Natal por lá que dizem que é bem legal;
    – 8 dias em Sydney (com Reveillon)
    – 4 dias em Townsville/Magnetic Island
    – 3 dias em Arlie Beach (com direito a ida à Grande Barreira de Corais)
    – 2 dias viajando de carro até Hervey Bay
    – 2 dias em Hervey Bay
    – 3 dias em Glass House Mountains (perto do Australia Zoo…meu filho é super fã do Caçador de Crocodilos desde bem pequenino e para nós será como uma homenagem ao Steve Irvin)
    – 4 dias em Brisbane

    Gostaria de te perguntar se você tem alguma dica legal sobre o nosso roteiro (ou se tem alguma furada) e em especial sobre a Great Ocean Road e as Vinícolas de Melbourne…você acha que vale mais a pena fazer o bate-e-volta de Melbourne ou é melhor alugar um carro e ficarmos hospedarmos nessas regiões…Nesse roteiro de Melbourne você incluiria a Phillip Island?

    Uma última dúvida: acabamos não optando por irmos aos outbacks…será que iremos nos arrepender!

    Parabéns mais uma vez pelo blog!!!

    Gustavo

    • Oi Gustavo, tudo bem? Me desculpa pela demora em responder, é que estive sem poder trabalhar no blog nos últimos dias. Adorei o roteiro de vocês, em especial por planejarem passar as datas comemorativas em lugares especiais! Esse planejamento de datas faz toda a diferença.

      Eu fiz o passeio da Great Ocean Road em um dia apenas a partir de Melbourne, sendo que neste mesmo bate-volta conheci uma vinícola. Não sei se chegou a ver o post deste passeio, se quiser ver está aqui: http://wp.me/p2i3zd-GH. Eu não tive mais tempo pra percorrer a região, por isso minha visita por lá foi rápida. Se vocês têm mais tempo, eu acho interessante alugar o carro e conhecer sem pressa. Aquela região tem muito a oferecer! Neste site aqui em português tem tudo o que você pode fazer por lá: http://www.australia.com/campaigns/nothinglike/pt-br/great-ocean-road.htm?ev=tnla2-homepage-map-gor. Eu não conheci Phillip Island.

      Sobre o Outback, eu sou suspeita pra falar porque sempre sonhei em conhecer, mas acho que pode ser cansativo para o seu filho. Conhecer a região (pelo menos do jeito que eu fiz) é bem cansativo. No mais, o que tem por lá são as rochas, kms de terra e calor, além de algum contato com aborígenes. Não muito mais do que isso.

      Sobre a Great Ocean Road, não sei se você já sabe, é possível fazer excursões de alguns dias, não apenas de um só. Dessa forma vocês ficam a bordo do barco velejando e mergulhando durante todo o tempo e, assim, aproveitam mais o marzão. Aqui tem mais infos: http://terminaldeembarque.com/category/destinos/oceania/australia-oceania/grande-barreira-de-corais-australia/

      Bom Gustavo, espero ter conseguido ajudar. Boa viagem pra vocês! Abraços…

      • Olá Juliana!

        Muito obrigado pela sua resposta e principalmente pela generosidade conosco.

        Valeu…quando retornarmos prometo que deixo as nossas impressões sobre a viagem.

        Gustavo

  2. Bruna Lima says:

    Oi Juliana! Belo roteiro, vou segui-lo :)
    Só estou com dificuldade de me mover entre Sydney/Airlie Beach/Alice Springs.
    Como você foi de Airlie Beach para Alice Springs? Porque de avião está dando 23h de voo!

    Obrigada

  3. Olá Juliana, estou montando meu roteiro inspirada na sua viagem!! Com unico receio pois vou sozinha com minha filha de 10 anos (viajamos muito juntas mas nunca fomos tâo longe!) . Gostaria de fazer Queenstown, Milford, Wanaka e Franz Josef. Como vc chegou até Franz Josef? Carro ou onibus? Como é a estrada e quanto tempo realmente leva até lá? Já vi na internet duracção de até 8h, condições ruins… Nao tenho este tempo todo alem de achar perigoso, sozinha e cansada… Me dá uma luz? ;-) Muito Obrigada!

    • Oi Flávia, td bem? Eu cheguei até Franz Josef de ônibus a partir de Barrytown. Na verdade, eu fiz toda a minha viagem pela Nova Zelândia com ônibus. Eu achei esta a melhor forma de viajar por lá, já que os locais são distantes e no meio do caminho é tudo muito vazio. Achei mais seguro e, de certa forma, me ajudou a criar um roteiro. Se esta forma de viagem te interessar, tem um post onde eu explico melhor este assunto: Como é viajar de ônibus pela Austrália e Nova Zelândia? Dá uma olhada pra ver se te atende e se você tiver qualquer dúvida, pode me escrever que eu tento de ajudar com o que eu puder (terminaldeembarque@gmail.com). Beijos!

  4. Olá, Juliana

    Terei mais tempo, praticamente 30 dias (costumo deixar em 28) e gostaria de incluir a Tasmânia nisso. Você teria algo a sugerir?

  5. Liseanne says:

    Oi Juliana! Adorei as dicas.
    Estou indo para NZ e Australia em Setembro. Ficarei 1 mês por lá. Queria ir tbem até a Tailândia. Teria alguma dica barata de como chegar na Tailândia?

    • Oi Liseanne! Que bom que gostou das dicas :) Pra ir da Austrália pra Tailândia você pode procurar vôos em companhias mais baratas, como a Air Asia, Jetstar e Virgin Australia, por exemplo. Espero que tê de ajude. Um beijo e boa viagem!

  6. Oi Juliana!
    Muito legal o post, bem resumido. Estou num caso desses: tenho 15 dias pra fazer Austrália + Nova Zelândia (ainda penso em meter um Dubai no meio) visitando o que há de imperdível, sem ter que vender um rim para tal hehehe… São países caros mesmo, os voos internos ajudam a encarecer, enfim, lá vai a pergunta: quanto sai (mais ou menos, claro) essa brincadeira? Estou imaginando uns R$15 mil por pessoa incluindo tudo, é mais ou menos isso?
    O Outback, vale mesmo a pena? Fico imaginando ter um visual legal e tal, mas que não passa de um deserto mesmo… Ai podia aproveitar e conhecer outro local…
    Bom, estou nos primeiros passos pra montar meu roteiro, fatalmente voltarei com mais perguntas hahahaha…
    Muito obrigado e, de novo, parabéns pelo post!
    Gustavo

    • Oi Gustavo!
      Que bom que gostou do post, espero que ele te ajude mesmo a montar o seu roteiro. Quanto ao custo da viagem, infelizmente não tem outro jeito de chegar ao valor médio sem fazer as contas. Eu sei que isso é bem óbvio, mas tudo vai depender do tipo de hospedagem que você optar e dos passeios que fizer (que geralmente são bem caros por lá). Tem um post no blog que fala exatamente disto: Como calcular o custo de uma viagem (http://wp.me/p2i3zd-jQ). Talvez possa dar uma luz.
      Sobre o Outback, olha… Eu sou suspeita pra falar porque o Outback era o lugar que eu mais queria conhecer na Austrália, mas ele não é muito mais do que você falou mesmo: um deserto. Ir pra lá é mais um passeio de aventura, com poeira, silêncio e muito calor (se você for no verão), tirando a parte histórica e mística dos aborígenes. Tem um post no blog também sobre ele se quiser olhar: http://wp.me/p2i3zd-aX
      Bom, se eu puder ajudar com alguma coisa a mais é só perguntar.
      Um abraço!
      Juliana

  7. Olá Juliana, adorei suas dicas! Estou planejando fazer o mesmo roteiro sugerido por você! Você pode me dizer quais os hostels você ficou? Obrigada.

    • Oi Magna!
      Que legal, boa sorte na sua viagem! Estes foram os albergues que fiquei:

      Sydney: em Sydney não fiquei em albergue, mas ouvi falar bem do Sydney Harbour YHA.
      Arlie Beach: Fiquei no Koala´s, mas não gostei mto. Sugestão: Nomads ou Backpackers by the Bay
      Alice Springs: Haven. Achei bacana.
      Melbourne: Discovery Hostel. Também não gostei mto… Sugestão: Space
      Queenstown: Não me lembro deste. Sugestão: Adventure Queenstown Hostel & Chalet
      Franz Joseph: YHA Franz Josef. Gostei.

      Um beijo!

  8. Ola Juliana! Em primeiro lugar quero deixar registrado que adoro seu blog: todas as dicas muito práticas e super organizadas. Eu, meu marido, meus pais e minha sogra estamos indo passar 2 semanas na Australia e NZ e gostei bastante do seu roteiro. Tenho algumas duvidas:
    1. Qual empresa area vc fez os voos internos? Como estaremos com nossos pais acho que viagem de onibus nao caberia.
    2. Tem indicação de hoteis ou ficou em albergues?
    Obrigada e vou ler com calma os outros posts. Otimas dicas!
    Gabriela

    • Oi Gabriela!
      Que bom que gosta do blog, obrigada! Fico muito feliz em saber. :) Espero que as dicas te ajudem mesmo a fazer essa viagem.
      1. Na Austrália eu fiz os voos internos com as companhias Cruiser, Jetstar e Qantas. A Qntas é a melhor destas (e mais cara se não me engano). Outra bem conceituada é a Virgin Australia. Na Nova Zelândia só viajei de ônibus, mas a companhia aérea mais conhecida deles é a Air New Zealand.
      2. Eu fiquei só em albergues nestes lugares, mas no site do Trip Advisor (www.tripadvisor.com.br) você encontra uma lista extensa de hotéis pra cada uma das cidades. O site indica os hotéis mais bem votados pelos viajantes e mostra os comentários de quem já passou por lá. É uma maneira bem fiel de saber como é a qualidade do serviço oferecido.
      Bom, se eu puder ajudar com algo a mais estou por aqui.
      Abraços e boa viagem!

  9. ALVARO TORRES says:

    Juliana, Adorei o seu blog!
    Vou fazer uma viagem de 2 semanas (RIO – BUE – SYD – BUE – RIO) e realmente estava sem nenhuma noção de como administrar o tempo – o que fazer, ou onde visitar (Oceânia nunca esteve presente nos meus planos antes), mas depois que li suas informações fiquei muito mais confortável para decidir sobre o assunto.
    Como sugestão, deixo uma idéia: – você postar (alguns) hotéis dos lugares informados (aqueles realmente confiáveis) – pois tenho encontrado muito poucos sites de informações direcionadas no google.
    Como minha viagem será somente em fevereiro de 2014, ainda tenho muito tempo para pensar sobre isto (rs), mas como dizem por ai: o tempo “voa” – a viagem já está chegando (rs).
    Seguindo os seus passos, se você tiver algumas sugestões extras que ache interessante – lembre-se, sou marinheiro de primeira viagem (rs).
    Agradeço.
    Abraços e parabéns!
    ALVARO TORRES

    • Oi Alvaro! Que bom que gostou do blog, obrigada! Espero que as dicas sejam úteis pra você na sua viagem. A Austrália é um lugar fantástico, com certeza você vai amar visitá-la! Em breve devo finalizar um post sobre o que fazer em Sydney, quem sabe pode te ajudar também. Se quiser alguma informação mais específica, pode me escrever no terminaldeembarque@gmail.com. Um abraço!

  10. Oi Juliana, estarei em 15 dias de lua de mel, adorei seu post com dicas ótimas. A dica do ônibus tb e excelente, mas terei pouco tempo e as distancias sao grandes né? To meio confusa ainda de qual a melhor rota.
    Pensei em sydney, goldcoast, Byron BaY, Brisbane (voo) Proserpine (carro 35 minutos) Arlie beach e retorno para sydney. Vai ser corrido, mas concordo com vc que valera muito a pena! O que acha? Beijos e obrigada pela pronta resposta!

    • Oi Juliana! Com certeza são escolhas ótimas pro roteiro! Só não conheço Proserpine, mas das outras cidades posso dizer que gostei bastante. As distâncias são em geral grandes mesmo, então concordo que de avião o proveito do tempo vai ser maior. A parte do trajeto que talvez valesse a pena pegar carro ou ir de ônibus seria Byron Bay > Gold Coast > Brisbane, que fica só a 1h de distância entre uma e outra. Se precisar de mais alguma ajuda, estou por aqui. Se preferir, pode me escrever no terminaldeembarque@gmail.com. Beijos!

  11. Juliana, sabe me dizer qual a melhor forma de sair de Sydney e chegar em Arlie Beach?
    Voos? alugou carro?
    Qual o trajeto que você fez não está detalhado no post.

    Obrigada

    • Oi Juliana! Eu fui de ônibus de Sydney até Arlie Beach parando em algumas cidades do caminho. Comprei uma passagem da Oz Experience pra fazer este trajeto. O jeito que esta empresa funciona é um pouco complicado de entender, mas é muito bacana! Você compra um só bilhete para viajar de tal a tal cidade no país e pode ir parando ao longo do caminho. Vários ônibus percorrem esta mesma rota, portanto você pode descer numa cidade, ficar alguns dias e voltar a embarcar no mesmo trajeto só que em outro ônibus da empresa. O que você precisa fazer entre uma “descida e subida” é agendar o seu lugar no ônibus para a data que quiser pelo site deles. Se você tiver tempo pra viajar assim vale muito a pena! Espero ter ajudado. Boa viagem, beijos!

  12. mt bom!!! seria mt indelicado perguntar quanto vc gastou mais ou menos pra fazer essa viagem?

    • Oi Miguel! Eu fiz esta viagem em conjunto com outros destinos, então não saberia dizer o valor exato deste trecho. Uma conta que você pode fazer é prever U$ 100 por dia (sem contar as passagens Brasil-Oceania), sendo que em um dia você gasta menos e no outro um pouco mais. É um cálculo relativo já que dependendo da hospedagem o custo pode ficar bem maior, mas em geral esta conta dá uma boa base de quanto você poderá gastar. Um abraço!

Comenta aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 88 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: