Como garantir um bom sono no avião

Como garantir um bom sono no avião

Vôos longos são cansativos e exigem da gente uma boa dose de paciência e malabarismo pra conseguir um bom descanso. É neném que chora, é o camarada do lado que teima em acender a luz pra ler justo na hora que você decidiu fechar o olho, é turbulência, é vovô roncando… Enfim, os barulhos e incômodos são muitos e se você não der um help pro seu corpo relaxar vai ser impossível pegar no sono.

Estes quatro itens aí de cima formam um kit essencial pra dormir bem no avião. Tem gente que acha frescura, mas quando chega a hora do “vamo vê” tem recalque do vizinho de poltrona que viajou equipado. Um protetor de ouvido, uma almofada de pescoço, um tapa olho e uma echarpe fazem milagres, pode acreditar!

Vale lembrar que a escolha dos acessórios deve ser cuidadosa. Nada de deixar pra comprar na lojinha do aeroporto antes de embarcar porque pode ser que a única almofada de pescoço que eles tenham não encaixa bem em você (já passei por isso e o resultado foi uma tragédia!). É preciso pesquisar antes, ler referências e experimentar pra só depois fazer o investimento.

Fora a echarpe, que existe aos montes e que independente do estilo vai cumprir bem o papel de aquecer, eu vasculhei na Internet quais marcas dos outros acessórios estão tendo uma boa aceitação dos viajantes:

O protetor de ouvido da Hearos é dito como macio e excelente bloqueador de sons (um pacote com 20 pares custa U$ 5,32 + frete no amazon.com). O tapa olho da Prime Effects escurece super bem segundo os usuários, além disso tem um suporte pra guardar os protetores de ouvido enquanto você não estiver usando (no amazon.com custa U$ 12,95 + frete). E a almofada de pescoço da TravelMate agradou os viajantes porque tem espuma de memória, a tal da espuma da NASA que se molda ao formato do pescoço (só é vendida no amazon.com por U$ 12,75 + frete).

  • Monte seu kit e sweet dreams! Zzz…

Leia também o post Dicas para amenizar os efeitos do jet lag

About these ads

Três truques bizarros que aprendi viajando

1. Fim dos mosquitinhos de luz com… fita adesiva? Rss, isso mesmo. Tão cômico quanto funcional, pelo menos aparentemente. Me deparei com essa técnica mirabolante no teto do albergue que fiquei hospedada na cidade de Barrytown, na Nova Zelândia. No mínimo criativo!

Truques bizzaros que aprendi viajando

2. Não tem o dom de assoviar? Pegue uma grama, fixe o mato entre os dedões e assopre. Voilà! Você tem um apito de grama. Quem me ensinou essa faceta foi um amigo alemão que fiz viajando. Ele mostra a performance:

Truques bizarros que aprendi viajando

3. Como abrir uma garrafa de vinho com um sapato. Essa eu nunca tentei, mas já ouvi falar algumas vezes e estou curiosa pra pôr à prova! Tá inclusive rolando um vídeo na net que mostra que, apesar dessa fama toda, o truque não é lá tão fácil de aplicar. Mesmo assim, vale saber como faz. Vai que um dia precisa?!

 

O kit de banho para viagem da Granado

Não é novidade dizer que viajar com frascos enormes de shampoo e afins é desnecessário, pesado e pode causar explosões melequentas na bagagem, certo? Sabendo disso, o bom viajante tem duas opções: opta pelos porta líquidos recarregáveis ou por miniaturas dos produtos.

Eu sei que não é tão fácil quanto parece encontrar essas versões pequenas (inclusive já falei disso no post Como montar uma nécessaire de miniaturas), mas elas estão começando a aparecer com mais frequência. Sempre que vejo um produtinho mini vibro por dentro! Rss… Coisas de mulher viajante. Não é, meninas?

Ontem tive um desses surtinhos de felicidade enquanto conhecia a loja Granado inaugurada há uma semana em Campo Grande. A marca, que é a botica ou farmácia de cosméticos mais antiga do Brasil (foi fundada em 1870), passou por uma revitalização em 2005 e desde então só ganha novos fãs. Entre vários dos seus produtos mára está o Kit Salomé com 4 frascos de 45 ml cada contendo o básico pra banho: shampoo, condicionador, sabonete líquido e hidratante. Na loja virtual da marca o Kit custa R$ 32. Baratinho e de qualidade!

Kit Salomé Granado

Afinal, existe algum adaptador de tomadas realmente universal?

Adaptador de tomadas Universal

A resposta, que eu saiba, é não. Se eu estiver errada, por favor me corrija. Pelo que já passei e pesquisei, por mais top da galáxia que o adaptador pareça ser sempre descobrem uma bendita tomada no mundo incompatível com ele. O da Road Warrior, por exemplo, faz mil e uma combinações, mas não atende a uma das entradas da África do Sul. O World Adapter Pro+ da Skross não funciona no Japão.  O da Conair, amado por uns e odiado por outros, parece não encaixar muito bem na Austrália e Nova Zelândia.

A verdade é que se você algum dia chegar num hotel e se der conta que seu super master blaster adaptador universal não é compatível com a tomada local, não se sinta o único ser injustiçado no planeta. De viajantes que passam por isso o mundo está cheio. Eu vivi essa experiência quando cheguei na cidade de Airlie Beach, na Austrália. De lá, eu sairia para passar três dias a bordo de um barco conhecendo a Grande Barreira de Corais. E a-go-ra?! Como carregar a máquina fotográfica?! Sem ela eu não sou ninguém! Saí do albergue desesperada atrás de um mercado, uma lojinha, uma barraca de adaptadores enviada por Deus e… tcharã! Achei um compatível numa conveniência de um posto de combustível. Mil vezes ufa!

Mas então, como saber qual comprar?

A melhor maneira de prevenir esse susto é conhecer a tomada do destino antes de viajar. Detalhe: alguns lugares possuem mais de um tipo. Neste link aqui você encontra uma lista com as entradas respectivas de cada país.

Sabendo disso, há duas opções:

  • Comprar um adaptador “universal” compatível com as entradas do país que você for visitar – e que poderá ser aproveitado em outras viagens;
  • Ou comprar um adaptador menorzinho que atenda a necessidade do momento: que tenha a entrada correta para receber os pinos do(s) seu(s) aparelho(s) e que tenha a saída adequada para encaixar nas tomadas do país em questão. Esta opção permite que você leve na bagagem um adaptador leve e que não ocupa espaço ao invés de um grande e pesado. Uma ideia é ter um kit de vários desses pequenos em casa, como este aqui, e quando for viajar levar somente o que for útil para a ocasião.

Tem gente, ainda, que prefere comprar o adaptador quando chega no destino. Eu não sou dessas, prefiro viajar tranquila com o meu garantido na mala.

Além da questão física das tomadas, existe ainda o problema da voltagem diferente… Sobre este assunto falamos numa próxima vez. ;)

Viajantes para seguir no Instagram #2

Depois do Viajantes para seguir no Instagram #1, que trouxe sugestões de quatro brasileiros que dividem com seus seguidores fotos dos lugares onde vivem ou visitam, preparei este post aqui com dez novos perfis para nos inspirar, agora todos internacionais. Só fotos de babar!

Viajantes para seguir no Instagram

1) O Ryan do @pausethemoment tem fotos mega coloridas e vibrantes! Seu estilo de viagem é jovem e aventureiro, mas não por isso se hospeda mal. Ele e a sua namorada passam muito bem por onde ficam, obrigado.

Viajantes para seguir no Instagram

2) A Liz do @youngadventuress é uma americana que tomou gosto por viagens ao 16 anos. Hoje, aos 26, depois de já ter conhecido uns 40 e tantos países, mora na Nova Zelândia e compartilha o melhor dos seus dias.

Viajantes para seguir no Instagram

3) O JD Andrews do @earthexplorer tem 91 países no passaporte. É fotógrafo e cinegrafista renomado e já teve seu trabalho publicado por grandes, como o Lonely Planet, MTV e ninguém menos do que a NASA.

Viajantes para seguir no Instagram

4) A Jodi do @legalnomads largou seu emprego como advogada em 2008 para viajar o mundo a princípio por um ano, mas desde então não parou mais. Vive atualmente no Sudeste Asiático, onde consegue se sustentar com as comissões de publicidade que vende através de seu site.

Viajantes para seguir no Instagram

5) Em dezembro de 2006, o casal de São Francisco Dan e Audrey compraram uma passagem de ida para Praga e nunca mais voltaram para casa – pelo menos para ficar. Seguem casados e conhecendo o mundo desde aquela época e compartilham o que vêem no @uncornered_market.

  • Continue lendo para conhecer outros cinco perfis de viajantes:

[Read more...]

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 69 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: