O kit de banho para viagem da Granado

Não é novidade dizer que viajar com frascos enormes de shampoo e afins é desnecessário, pesado e pode causar explosões melequentas na bagagem, certo? Sabendo disso, o bom viajante tem duas opções: opta pelos porta líquidos recarregáveis ou por miniaturas dos produtos.

Eu sei que não é tão fácil quanto parece encontrar essas versões pequenas (inclusive já falei disso no post Como montar uma nécessaire de miniaturas), mas elas estão começando a aparecer com mais frequência. Sempre que vejo um produtinho mini vibro por dentro! Rss… Coisas de mulher viajante. Não é, meninas?

Ontem tive um desses surtinhos de felicidade enquanto conhecia a loja Granado inaugurada há uma semana em Campo Grande. A marca, que é a botica ou farmácia de cosméticos mais antiga do Brasil (foi fundada em 1870), passou por uma revitalização em 2005 e desde então só ganha novos fãs. Entre vários dos seus produtos mára está o Kit Salomé com 4 frascos de 45 ml cada contendo o básico pra banho: shampoo, condicionador, sabonete líquido e hidratante. Na loja virtual da marca o Kit custa R$ 32. Baratinho e de qualidade!

Kit Salomé Granado

Afinal, existe algum adaptador de tomadas realmente universal?

Adaptador de tomadas Universal

A resposta, que eu saiba, é não. Se eu estiver errada, por favor me corrija. Pelo que já passei e pesquisei, por mais top da galáxia que o adaptador pareça ser sempre descobrem uma bendita tomada no mundo incompatível com ele. O da Road Warrior, por exemplo, faz mil e uma combinações, mas não atende a uma das entradas da África do Sul. O World Adapter Pro+ da Skross não funciona no Japão.  O da Conair, amado por uns e odiado por outros, parece não encaixar muito bem na Austrália e Nova Zelândia.

A verdade é que se você algum dia chegar num hotel e se der conta que seu super master blaster adaptador universal não é compatível com a tomada local, não se sinta o único ser injustiçado no planeta. De viajantes que passam por isso o mundo está cheio. Eu vivi essa experiência quando cheguei na cidade de Airlie Beach, na Austrália. De lá, eu sairia para passar três dias a bordo de um barco conhecendo a Grande Barreira de Corais. E a-go-ra?! Como carregar a máquina fotográfica?! Sem ela eu não sou ninguém! Saí do albergue desesperada atrás de um mercado, uma lojinha, uma barraca de adaptadores enviada por Deus e… tcharã! Achei um compatível numa conveniência de um posto de combustível. Mil vezes ufa!

Mas então, como saber qual comprar?

A melhor maneira de prevenir esse susto é conhecer a tomada do destino antes de viajar. Detalhe: alguns lugares possuem mais de um tipo. Neste link aqui você encontra uma lista com as entradas respectivas de cada país.

Sabendo disso, há duas opções:

  • Comprar um adaptador “universal” compatível com as entradas do país que você for visitar – e que poderá ser aproveitado em outras viagens;
  • Ou comprar um adaptador menorzinho que atenda a necessidade do momento: que tenha a entrada correta para receber os pinos do(s) seu(s) aparelho(s) e que tenha a saída adequada para encaixar nas tomadas do país em questão. Esta opção permite que você leve na bagagem um adaptador leve e que não ocupa espaço ao invés de um grande e pesado. Uma ideia é ter um kit de vários desses pequenos em casa, como este aqui, e quando for viajar levar somente o que for útil para a ocasião.

Tem gente, ainda, que prefere comprar o adaptador quando chega no destino. Eu não sou dessas, prefiro viajar tranquila com o meu garantido na mala.

Além da questão física das tomadas, existe ainda o problema da voltagem diferente… Sobre este assunto falamos numa próxima vez. ;)

Viajantes para seguir no Instagram #2

Depois do Viajantes para seguir no Instagram #1, que trouxe sugestões de quatro brasileiros que dividem com seus seguidores fotos dos lugares onde vivem ou visitam, preparei este post aqui com dez novos perfis para nos inspirar, agora todos internacionais. Só fotos de babar!

Viajantes para seguir no Instagram

1) O Ryan do @pausethemoment tem fotos mega coloridas e vibrantes! Seu estilo de viagem é jovem e aventureiro, mas não por isso se hospeda mal. Ele e a sua namorada passam muito bem por onde ficam, obrigado.

Viajantes para seguir no Instagram

2) A Liz do @youngadventuress é uma americana que tomou gosto por viagens ao 16 anos. Hoje, aos 26, depois de já ter conhecido uns 40 e tantos países, mora na Nova Zelândia e compartilha o melhor dos seus dias.

Viajantes para seguir no Instagram

3) O JD Andrews do @earthexplorer tem 91 países no passaporte. É fotógrafo e cinegrafista renomado e já teve seu trabalho publicado por grandes, como o Lonely Planet, MTV e ninguém menos do que a NASA.

Viajantes para seguir no Instagram

4) A Jodi do @legalnomads largou seu emprego como advogada em 2008 para viajar o mundo a princípio por um ano, mas desde então não parou mais. Vive atualmente no Sudeste Asiático, onde consegue se sustentar com as comissões de publicidade que vende através de seu site.

Viajantes para seguir no Instagram

5) Em dezembro de 2006, o casal de São Francisco Dan e Audrey compraram uma passagem de ida para Praga e nunca mais voltaram para casa – pelo menos para ficar. Seguem casados e conhecendo o mundo desde aquela época e compartilham o que vêem no @uncornered_market.

  • Continue lendo para conhecer outros cinco perfis de viajantes:

[Read more...]

Faça você mesmo: painel de pins de países

Faça você mesmo painel de pins

Quem como eu adora comprar pins (ou broches ou bótons) dos países que visita e depois não sabe o que fazer com eles quando chega em casa? ¬¬ Se os seus acabam indo pra uma latinha no fundo do armário como os meus, a ideia de criar um painel desses é uma boa para tirá-los do esconderijo.

A sugestão é que você possa exibir as suas souvenirs ao mesmo tempo em que também mostra os lugares por onde passou. A proposta é utilizar um mapa do mundo (ou de um só continente ou país) como base para os pins, que devem ser fixados mais ou menos na localização onde foram comprados.

Como deu pra ver, eu sou fãzona do Hard Rock Cafe e muitos dos broches de países que tenho são da rede, então escolhi fazer o meu painel usando só eles pra deixar mais padrão. Ficou dez, né? :) Olha só como é fácil de fazer:

Faça você mesmo painel de pins

Folhas de cortiça geralmente são vendidas em papelarias, lojas de artesanato ou até lojas de tecido (que foi onde encontrei aqui em Campo Grande). A cortiça pode também ser substituída por isopor se preferir.

Faça você mesmo painel de pins

Pra deixar o painel ainda mais bonitão, vale a pena mandar emoldurar e pendurá-lo na parede de casa. Vai ficar show!

  • Quero saber: Gostaram desse tipo de post ‘faça você mesmo’? Querem ver outras dicas como esta?

As capas para mala da LOQI

As capas para mala da LOQI

Quem já encontrou sua mala na esteira de bagagem com sequelas de aeroporto sabe como é de cortar o coração. Longe dos nossos olhos, sabe lá Deus o que elas (e tudo o que está dentro) passam quando voltam sujas, arranhadas e algumas vezes até abertas sem autorização (mesmo cadeadas, diga-se de passagem). Parte dessas “feridas” é obviamente natural, já que tudo tem uma vida útil, e parte é fruto de falta de cuidado e de outras cositas mais dos profissionais encarregados de transportá-las.

Não temos como anular essas ações de acontecerem, mas podemos evitá-las protegendo a nossa bagagem. Uma das maneiras de fazer isso e que está se tornando cada vez mais comum nos aeroportos é o uso de capas de tecidos maleáveis, como estas da LOQI que trouxe hoje. Além de proteger contra a sujeira e os arranhões e dificultar um possível furto, elas também ajudam na identificação em dois momentos: na hora de diferenciá-la das demais na esteira e se por ventura ela for extraviada.

Outra vantagem das capas é que elas são duráveis e laváveis, podendo ser reutilizadas várias vezes, enquanto que aquelas plastificações disponíveis nos aeroportos (que também fazem o papel de proteger e custam por baixo R$ 30) são descartáveis. A loja virtual da LOQI não faz entregas para o Brasil, mas é fácil encontrar vários modelos dela em diferentes tamanhos à venda no http://www.ebay.com. Elas custam em média R$ 50 + frete (cerca de R$ 20).

E só pra terminar… Elas são uma boniteza, né?! O que é essa coral com passarinho que coloquei em primeiro?! Uma graça! <3

E vocês, de qual gostaram? Alguém aí já usa capas protetoras?

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 68 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: