Venda de ingressos para as Olimpíadas nesta 5ª e 6ª feira (21 e 22/janeiro)

Olimpíadas Rio 2016

Quem aí tá doido pra assistir as Olimpíadas Rio 2016 ao vivo e a cores, mas até agora não conseguiu ganhar a queda de braço na Internet pra comprar uma entrada? Arregaça as mangas porque sua chance é agora! Amanhã e sexta-feira (dias 21 e 22 de janeiro) serão colocados a venda mais meio milhão de ingressos pros dias mais procurados do evento que até então estavam esgotados – inclusive a cerimônia de abertura e finais.

Eu consegui comprar o meu ingresso em outubro do ano passado num dia desses em que a venda direta foi aberta pela Internet. Vou assistir competição de atletismo com o “plus” da data cair bem no meu aniversário, 13 de agosto!

Em cada um dos dias serão disponibilizados ingressos para jogos diferentes:

21 de janeiro (quinta-feira)

  • Cerimônia de abertura
  • Cerimônia de encerramento
  • Atletismo
  • Futebol
  • Handebol
  • Hipismo
  • Natação
  • Pólo aquático
  • Tiro com arco

22 de janeiro (sexta-feira)

  • Basquetebol
  • Ciclismo de pista
  • Ginástica (todas)
  • Judô
  • Nado sincronizado
  • Saltos ornamentais
  • Tênis
  • Voleibal
  • Vôlei de praia

Perde, não! Boa sorte.

“Guerra de tomates” na Espanha completa 70 anos

Na última quarta-feira do mês de agosto acontece na Espanha um dos festivais mais divertidos do mundo! É a Tomatina, uma guerra inofensiva de tomates que toma conta das ruas da cidadezinha de Buñol, na província de Valência. A brincadeira começou em 1945 com uma briga de jovens num mercado local e virou tradição. A 70ª edição aconteceu hoje (26 de agosto de 2015) e reuniu exatas 22 mil pessoas, já que a prefeitura limitou o número de participantes depois que a festa recebeu 45 mil em 2012!

A cidade vira uma piscina de turistas ao molho sugo! Caminhões descarregam nas ruas toneladas de tomates maduros oferecidos por uma cooperativa de agricultores da região e a batalha da multidão começa. Não tem competição, regras ou perdedor. Lá todo mundo ganha – tomatada na cabeça e um dia de loucura pra contar…

Tomatina Espanha

Tomatina Espanha

Tomatina Espanha

Tomatina Espanha

Tomatina Espanha

Fotos da Internet

Quando assistir a troca da guarda em Londres

A Troca da Guarda é um classicão de Londres. É quando acontece a cerimônia de substituição dos guardas que fazem a segurança dos palácios reais. Existem três cerimônias diferentes de troca na cidade: uma em frente ao Palácio de Buckingham (a mais famosa), uma na Horse Guards Parade e uma no Castelo de Windsor. Quem quiser saber tim-tim por tim-tim de cada uma delas entra aqui, tem tudo explicadinho! Vou focar na troca do Buckingham, a que eu assisti.

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Muita pompa e muita gente é o que você vai encontrar se for ver de perto a cerimônia. Guardas de luva branca, trompetes, carruagem, cavalaria, som das botas marchando no asfalto… Parece até encenação tamanha a produção do evento, mas não. É um ritual que acontece mais de 200 dias por ano.

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Como é a cerimônia?

A “turma” de guardas que estava cumprindo turno no Palácio de Buckingham se alinha para receber os colegas que estavam fazendo a proteção do Palácio de St. James, outro palácio real que fica bem próximo dali. Os do St. James marcham pela rua numa rota chamada de The Mall até se encontrar com os demais. Os guardas destes dois grupos são chamados de Old Guards (guardas velhos) porque logo serão substituídos.

Os New Guards (guardas novos) partem dos quartéis localizados a 300 metros do Palácio (chamados de Wellington Barracks) e marcham em direção aos Old Guards. De frente, as duas “turmas” então se apresentam e por fim as chaves do Palácio são passadas, assim como a responsabilidade pela segurança da realeza.

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Dias e horários

A troca da guarda no Palácio de Buckingham acontece diariamente entre abril e julho e em dias alternados entre agosto a março (dias pares ou ímpares). Pra saber a previsão destes meses onde a troca não é diária é preciso consultar o calendário do exército britânico neste link aqui.

Às 11h da manhã tem início a cerimônia com a marcha dos guardas do Palácio de St. James até o Palácio de Buckingham. Às 11h30, com a chegada dos novos guardas que saíram dos quartéis para assumir a segurança, é feita então a troca da guarda. O ritual todo dura em torno de meia hora.

Quando você for, tenta chegar pelo menos 1 hora antes pra garantir o seu cantinho na multidão! Um ponto legal pra se instalar é no monumento Victoria Memorial, que fica bem em frente ao Palácio. De lá, você tem um panorama de toda a cerimônia. Mas se quiser ver de pertinho a troca, vale a pena se espremer entre os curiosos e ficar colado com o portão.

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

Troca da Guarda Palácio de Buckingham

As vitrines de Natal mais populares de Nova York em 2014

Nesta época do ano, lojas de departamento e boutiques de luxo de Nova York travam uma disputa saudável exibindo em suas vitrines decorações exuberantes de Natal. Nada de manequins com gorro de Papai Noel ou bolinhas vermelhas adesivadas no vidro… A coisa é séria! Os cenários, de tão trabalhados, parecem cena de filme, de espetáculo, de sonho. O planejamento começa um ano antes da inauguração e a revelação das vitrines é aguardada com muita expectativa.

O costume já é tradição na cidade há mais de cem anos e a cada novo Natal entram em cena novas tecnologias, efeitos especiais e ideias de brilhar os olhos. No Natal de 2014, as vitrines que estão dando o que falar são as da Macy´s, Lord & Tailor, Saks, Bergdorf Goodman, Barneys e Bloomingdale’s. Tem até modelo vivo fazendo parte do cenário! Olha só quanta criatividade:

Vitrines de Natal Nova Iorque

Vitrines de Natal Nova Iorque

Vitrines de Natal Nova Iorque

Vitrines de Natal Nova Iorque

Vitrines de Natal Nova Iorque

Vitrines de Natal Nova Iorque

  • Aproveitando o clima, deixo aqui o meu Feliz Natal pra você e desejos de paz e harmonia na sua família! Um grande beijo, Juliana :)

Brasil x Holanda. Eu fui!

Copa do Mundo 2014 Brasil e Holanda

É…. Deu Holanda. Depois do indigesto 7×1, o 3×0 foi pra passar a régua e fechar a conta. Quem diria que o futebol seria a nossa maior vergonha na Copa em casa? E quem diria que os outros medos reais que o país tinha em receber o Mundial, como o transporte, a organização do evento e a segurança, seriam aprovados pelos visitantes? Inimaginável! Esta pesquisa aqui da Datafolha comprova isso tudo. Pois bem… Por mais incrível que pareça, apesar do nosso futebol não ter feito bonito, o país fez e portanto temos do que nos orgulhar.

Bem antes de sabermos disso tudo, eu já começava a me preparar pra assistir a Copa no Brasil. Desde quando foi aberta a primeira fase de sorteio de ingressos em agosto de 2013 eu já estava na corrida por uma entrada. Entrei nos três sorteios, não consegui nenhum. Em março, assistindo ao jornal Bom Dia Brasil, soube que naquele próximo dia seria aberta a venda de ingressos direta pelo site da Fifa. Exatamente às 7h no horário de Campo Grande eu cliquei pra fazer a compra. Entrei numa fila virtual e depois de 1h e meia finalmente consegui garantir meu ingresso. Ufa! Eu ia ver a Copa no Brasil.

A escolha do jogo foi às pressas. As partidas que tínhamos listado como preferência já estavam esgotadas e os 15 minutos cravados para preencher todos os dados da compra não davam tempo para muito raciocínio. Fui pelo jogo em fim de semana, numa cidade próxima à minha e que provavelmente teria bons times em campo. A decisão do 3º e 4º foi a partida escolhida e, por sorte – ou azar, acabou sendo jogo do Brasil.

Teve gente que, depois da lavada Brasil e Alemanha, chegou a me perguntar “Você ainda vai”? Ingressos suados, hotel e passagens compradas e a chance de assistir a uma Copa do Mundo? É claro que eu vou! E lá fui eu para Brasília ver nossos meninos jogarem contra Robben e companhia. Como boa brasileira eu estava esperançosa numa vitória, mas como sabemos o resto da história não foi nada assim. Já começamos perdendo com um golzinho maroto no segundo minuto do primeiro tempo. Feio! Apesar disso, nem esse e nem o segundo gol desanimaram a mim e ao resto da torcida do estádio. Era ôla indo e vindo, “eu sou brasileirooo…” e tudo mais. Foi só no terceiro gol literalmente aos 45 do segundo que o Mané Garrincha brochou e a vaia veio à tona. Triste fim pra Copa no país.

O quarto lugar, claro, não foi nada bom, mas a experiência de viver uma Copa do Mundo foi única! Muita vibração, estádio pulsando, nações se encontrando, festa nas ruas… Desse dia vou levar só as boas emoções.

Copa do Mundo 2014 Brasil e Holanda

No próximo post vou mostrar o hotel que fiquei em Brasília que, por coincidência, foi o mesmo da nossa seleção.

%d blogueiros gostam disto: