Trinidad, Cuba: por enquanto a cidadezinha mais pitoresca do mundo

Agora que os Estados Unidos começaram a regularizar as relações com Cuba, tudo vai mudar. Até poucos dias, os norte-americanos não podiam viajar diretamente para aquele país do Caribe, mas com o fim das limitações alfandegárias (que durou 54 anos) é esperada uma invasão de turistas como nunca aconteceu. Isto fez disparar o números de pessoas que procuram ver a Cuba de hoje, que no fundo não é muito diferente da Cuba de ontem, mas que logo deve mudar radicalmente de cenário. Antes que essa Cuba antiga desapareça, faça você também o mesmo. Esta será a última oportunidade!

Trinidad Cuba

Trinidad Cuba

Um equilíbrio precário

Trinidad é um dos locais com maior risco de ser destruído pelos novos tempos. Neste momento a cidade vive um agradável equilíbrio entre vida local e turistas. É surpreendente! Mas, quando se pensa que o lugar será um dos mais procurados pelos visitantes, é fácil imaginar que tudo que ali está será transformado em lojas de souvenirs, bares e restaurantes careiros, pelo menos para os moradores. Hoje, por enquanto, a paisagem não é esta. Mesmo no centro é possível encontrar cafeterias onde se bebe rum por R$ 0,30. Dá para acreditar?

Este universo de mundos paralelos ainda preservado por lá é fascinante. As pessoas locais seguem a sua vida de todos os dias sem reparar no turista e o viajante pode usufruir das comodidades construídas para ele enquanto passeia por uma cidadezinha genuína que não foi transformada numa espécie de Disneylândia. Vamos ver até quando continuará assim.

Trinidad Cuba

Trinidad Cuba

Dicas para visitar a cidade

Há quem diga que não há um centímetro de Trinidad que não mereça ser fotografado. Se esta frase não for verdade, é quase. Desde as pessoas, tão caraterísticas, passando pelas ruas de piso de pedra, até os carros clássicos que são a marca de Cuba e os edifícios históricos pintados de cores vivas… Tudo é bonito, dá vontade de fotografar!

Trinidad Cuba

Ao longo das ruas encontram-­se as cruzes que marcam o percurso da grande procissão realizada uma vez por ano. Seguir as cruzes é uma das muitas atrações que pode ser incluída no roteiro.

No centro estão as mansões das famílias mais poderosas de Trinidad que fizeram fortuna a partir dos negócios com cana-de-açúcar. Esses palacetes são hoje museus, opções de passeio cultural na cidade.

Não tenha medo de se perder nas ruas de Trinidad. Se localizar é fácil e a segurança é total. Como em todo o país, o crime é praticamente inexistente e o viajante consegue com facilidade explorar os cantos mais escondidos, mesmo estando afastado da massa de turistas concentrada nas calçadas do centro.

A beleza da cidade é tanta que em 1988 a UNESCO decidiu classificar Trinidad e o Vale dos Engenhos como Patrimônio Mundial da Humanidade.

Vale dos Engenhos

Próximo à cidade o turista encontra um vale verde, que nos anos dourados de Cuba fez a fortuna de muitos com a produção de açúcar. Por ali é possível ver de perto como funcionava – e ainda funciona – o espaço rural cubano. Visitar esta região é fácil: todas as manhãs há um trem turístico que segue pela linha férrea (antes usada para transportar pessoal e carga entre a cidade e as plantações). O trem viaja devagar, com toda a calma do mundo, enquanto um artista local canta canções típicas de Cuba. Há uma parada numa das maiores propriedades da região e depois, mais à frente, uma outra para almoçar. Depois do almoço, o trem faz seu caminho de volta à pitoresca Trinidad.

Trinidad Cuba

Conselhos práticos

Experimente a comida de rua. Como em outras cidades cubanas, as pessoas vendem a partir de suas próprias casas: abrem um balcãozinho para a rua e servem de pequenas pizzas a pratos de spaghetti.

Dá para visitar Trinidad vindo de outras cidades do país, sendo que uma boa solução é alugar os carros da Viazul. Para chegar a Cuba, o melhor é conferir com a Rumbo quais os voos mais econômicos.

A melhor época do ano para visitar Cuba é entre novembro e janeiro, quando o clima é mais agradável e propício para turistar.

texto e fotos | Ricardo Ribeiro

Como não querer ir a Praga com estas razões?

Publieditorial Praga

Publieditorial Praga

Praga é aquela cidade clássica que tem tudo o que sonhamos quando pensamos na Europa! Além disso, fica bem no centro do continente, o que significa que pode servir de base para qualquer roteiro que se faça na região ou para um bate-volta em Viena, Budapeste, Berlim ou até mesmo na Polônia. Mas afinal, quais são as razões para visitar a capital da República Tcheca?

Beleza

Em Praga tudo é belo! A arquitetura é magnífica, o rio Vltava – que cruza o centro – conta com uma série de pequenas ilhas com palácios, há jardins, cafés clássicos e os restaurantes tradicionais… Mesmo os pequenos detalhes, como as frutas arrumadas em caixas à porta da mercearia, são uma maravilha de se ver!

Publieditorial Praga

Publieditorial Praga

Preços

Está certo, Praga já não é aquela pechincha de outros tempos, mas mesmo assim, quando comparada com Paris ou Londres, Roma ou Bruxelas, é ainda muito econômica. Os produtos no supermercado são muito acessíveis, o acesso à cultura (concertos de jazz, espetáculos de ballet, teatro, etc) é quase gratuito e, sobretudo, a comida – evitando os restaurantes para turistas – tem preços muito agradáveis. Ah, sem falar na cerveja, claro! Aliás, a República Tcheca deve ser o único país do mundo onde cerveja é mais barata do que água.

Segurança

Praga é uma cidade onde não é preciso olhar para trás seja em que local ou a que hora for. Claro que, como em todo lugar com muito movimento, há sempre um engraçadinho tentando tirar vantagem de algum turista distraído, mas crimes violentos não existem por lá.

Comer

A gastronomia tcheca é baseada na tradição da Europa Central, de refeições pesadas, com carne, batata e molhos. O goulash é um must, assim como a sopa de alho. Mas sabe o que é ainda melhor? Em Praga, há restaurantes de cozinhas de todo o mundo. Já imaginou o que se come na Etiópia? No Vietnã? Na Geórgia? No Afeganistão? A cozinha internacional está presente com força na capita tcheca e, como a comida não é muito cara, todos estes restaurantes podem ser experimentados por um custo mínimo.

Tudo fica no centro

É assim mesmo. Escolher um hotelzinho simpático bem localizado significa poder visitar tudo o que a cidade tem de melhor sem pegar bonde ou qualquer outro meio de transporte. É só andar, descontraidamente… E se o hotel for pouca coisa afastado do burburinho, ainda melhor! Ficar um pouco longe da confusão nos faz caminhar mais e, assim, sentir melhor a cidade.

Publieditorial Praga

Publieditorial Praga

Os detalhes

Uma parte do enorme encanto de Praga está nos pequenos detalhes de um olhar atento. Por exemplo, num passeio pela rua mais estreita de Praga, localizada no centro perto da ponte antiga, que era usada no passado para retirar água do rio em caso de incêndio na cidade. Ou nas esculturas loucas do artista David Cerny, espalhadas um pouco por todo o lado…

Publieditorial Praga

Publieditorial Praga

Como chegar e onde se hospedar

Para chegar lá você pode reservar voos para Praga com a Rumbo.pt, seja para viagens transcontinentais ou para ligações a partir da Europa. Quanto à hospedagem, lembre-se: não deixe de procurar algo bem localizado. E atenção: um hotel que fica a 5 km do centro é uma boa opção para grandes cidades, como Moscou ou Londres, já para Praga esta é uma longa distância. Lá, é importante ficar em algum lugar de onde possa caminhar com conforto até às principais atrações: a ponte antiga, a praça da cidade antiga e o castelo de Praga.

texto e fotos | Ricardo Ribeiro

Pousadas em Juquehy

Localizada no município de São Sebastião, a Praia de Juquehy tem a comodidade de estar em uma das maiores e mais bem estruturadas cidades do Litoral Norte de São Paulo. Para suprir a necessidade dos moradores, turistas e pessoas em geral que vão até a praia para curtir as altas temporadas, o local conta com uma excelente infraestrutura. Confira algumas pousadas de Juquehy :

A Pousada Baobá fica a apenas 350 metros da praia de Juquehy. Sua decoração é rústica e a pousada é cercada de muito verde, o que dá uma sensação ainda maior de contato com natureza. Além disso, possui piscina, suítes bem arejadas e internet sem fio, para aqueles que não podem se desconectar do mundo lá fora. A Pousada Baobá está localizada na Travessa Anhanguera, 81, Sertão de Juquehy.

Pousada Baobá JuquehyPousada Baobá

A Pousada Marambaia traz um ambiente aconchegante repleto de paz e tranquilidade. Com apartamentos tipo flat, os hóspedes também podem aproveitar ótimos momentos nas áreas livres do local, incluindo uma belíssima piscina com deck. A Pousada Marambaia fica na  Rua Maria Madalena Faustino, 402.

Pousada Marambaia JuquehyPousada Marambaia

A Pousada Bico Verde encanta por sua arquitetura tropical, com muita área verde e respeito à natureza. Com atendimento diferenciado, possui seis tipos diferentes de apartamentos e área de lazer que agradam a toda família, com playground e uma belíssima piscina com divisões adulto e infantil. A Pousada Bico Verde fica localizada na Rua Tiradentes, 91.

Pousada Bico Verde JuquehyPousada Bico Verde

Já a Pousada Terra chama a atenção por sua arquitetura requintada. Com ótima localização, suas áreas principais são todas envidraçadas para que o hóspede contemple a belíssima paisagem e a piscina da pousada. Com áreas de convivência em estilo rústico e quartos extremamente confortáveis, vale conhecer a pousada, que fica na Avenida Benedito Izidoro de Moraes, 460.

Pousada Terra JuquehyPousada Terra

A Pousada Alcatrazes faz o estilo pousada “pé na areia”. Com excelente localização, possui sauna, spa com hidro e piscina climatizadas com vista para o mar, garantindo ótimos momentos de descanso, mas também com muita diversão. A Pousada Alcatrazes fica localizada na Avenida Mãe Bernarda, 937.

Para maiores informações sobre pousadas em Juquehy acesse http://www.roteirodeturismo.com.br/hoteis-e-pousadas/sao-paulo/juquehy/.

texto | Roteiro de Turismo

%d blogueiros gostam disto: