Os pingentes de osso da cultura Maori

Pingentes Maori

Os Maoris são os indígenas da Nova Zelândia (assim como os Índios são para o Brasil e os Aborígenes para a Austrália). Eles chegaram no país entre 1250 e 1300 vindos da região leste da Polinésia e ainda representam cerca de 15% da população atual neozelandesa. Assim como todo povo primitivo, os Maoris também são donos de uma cultura riquíssima e lutam pra que ela não seja esquecida no tempo. Entre os costumes mais marcantes estão a tatuagem no rosto, a Haka (a dança de guerra, aquela dançada pelos jogadores de rugby da NZ antes de uma partida começar), o cumprimento com o toque de nariz (fofo!) e o artesanato.

E falaaando em artesanato (tudo isso pra introduzir o assunto de hoje kkk), pingentes esculpidos em formas geométricas são um forte símbolo Maori. Cada desenho carrega um significado espiritual, como sorte, força, sensibilidade e proteção. Os pingentes são feitos de diversos materiais, sendo os mais comuns osso, madeira, prata e jade, e são facilmente encontrados nas lojas de souvenir espalhadas por toda Nova Zelândia.

Em Barrytown, pequena (e põe pequena) cidade da Ilha Sul, o visitante pode criar o seu próprio pingente de osso seguindo as tradições Maori. Ele escolhe o símbolo, o desenha no osso, corta, pule (do verbo polir mesmo) e sai de lá com a sua joia rara no pescoço. Experiência diferente e super cult!

As souvenirs cariocas da Terravixta!

Terravixta

Volta e meia recebo convites pra conhecer algum produto ou serviço relacionado a viagens e fico tentada a compartilhar aqui! Essa semana conheci as lembrancinhas cariocas da Terravixta (simplesmente amei esse nome!). São mini esculturas de madeira montáveis inspiradas nas paisagens do Rio. As pecinhas são cortadas a laser e vêm em uma única chapa plana de madeira embalada prontinha pra viagem! Além de diferentes, elas também são sustentáveis: as madeiras usadas na fabricação tem origem certificada pelo Ibama e as embalagens são impressas com mistura de tintas naturais brasileiras (como o urucum e o cacau) e são biodegradáveis. Lembrança super original da cidade maravilhosa! ;)

Pomada, o drink dos menorquinos

Pomada Bebida Menorca

Em Menorca, no mediterrâneo, o drink mais popular é a pomada! Apesar do nome mega esquisito, ela é a queridinha dos locais e faz sucesso com a turistada nas fiestas típicas da ilha. De tão levinha e refrescante, pode ser perigosa! #DeixaBorrachón…

Eu conheci a pomada quando trabalhei em um bar de Menorca na temporada de verão de 2008. É um drink super simples, que leva só gelo, gin e limão, mas passa longe de ser sem graça.

O segredinho é a marca do gin usado na preparação: o Xoriguer, uma bebida produzida na capital da ilha que, segundo a própria marca, deve todo seu sucesso ao mix secreto de ervas aromáticas que traz na composição. A história do Xoriguer é bem interessante! Vale a pena ler no site. Lá tem também onde comprar.

Como preparar a pomada:
Pomada Bebida Menorca
Easy, easy! No lugar da limonada fresca, dá pra colocar refri de limão (igual ao da primeira foto). Fica bom igual!
Pomada Bebida Menorca

Essas miniaturas do Gin e da Pomada pronta são boas opções de souvenir. Se você for pra lá, não esquece da minha, hein. ¡Salud!

Shot glass: souvenir cool e barata!

Shot Glass

Copinhos de dose estão longe de ser lembrancinhas originais, eu sei. Qualquer cidadezinha no fim do mundo hoje em dia tem um pra chamar de seu hehe! Masss… ainda assim os shot glasses continuam sendo uma boa opção de souvenir para levar de uma viagem: são divertidos, leves e baratos!

Shot Glass

Na minha opinião, são boa pedida tanto para dar de presente quanto para exibir na estante de casa. Tá certo que nem todo mundo é admirador de uma cachacinha, mas nada impede de o copinho virar um objeto cool de decoração! Não acha?!

Encontramos os copinhos em praticamente qualquer lojinha de souvenir. Na hora de fazer a mala, colocá-lo dentro de uma bolinha de meia ajuda a proteger para não quebrar! :) #ficaadica

Como escolher lembrancinhas de viagem

Dicas para comprar souvenirsQuem não gosta de trazer uma lembrancinha pra casa como recordação de uma viagem?! Eu não posso ver uma lojinha de badulaques que saio em disparada. Com tanta opção de recuerdos pra carregar na mala às vezes a gente acaba se empolgando e traz mais do que devia ou, pior, traz só porcaria e deixa pra trás um souvenir legal que passou despercebido.

Pensando nisso, achei que seria uma boa deixar algumas dicas de como passar pela deliciosa tarefa de comprar souvenirs, seja de presente pros outros ou pra nós mesmos. Se, por acaso, você passa aperto em escolher lembrancinhas, estão aí algumas dicas pra você tirar essa tarefa de letra na próxima vez:

1. Primeira de todas as dicas: já embarque pra viagem com uma listinha das pessoas que você quer presentear. Isso otimiza o seu tempo e impede que você compre em excesso e depois não saiba o que fazer com tanta bugiganga.

2. Se gostou, leve na hora. Não cometa o erro do “ah, eu compro depois” porque não compra e vai voltar pra casa lembrando daquele maldito ímã de geladeira. Você pode até encontrar a mesma peça lá na frente e até mais barato, mas é melhor garantir seu souvenir amado e caro na mala do que só ter ele na memória. Vai por mim.

3. Se a lembrancinha não for pra você, cuidado pra não dar um presente de grego que vai acabar escondido no lugar mais inacessível do guarda-roupa de quem ganhou. Uma camiseta estampada com um I ♥ NY, por exemplo, faz sentido pra você que visitou a cidade e não pro seu tio que nunca saiu do Brasil.

4. Se você não for muito íntimo de quem vai presentear, mas mesmo assim quer dar uma de legal, uma dica é levar algo que possa ser consumido: um chocolate ou uma bebida típica da região, por exemplo. A pessoa reconhece que você lembrou dela, usufrui de um presente diferente, joga a embalagem fora e não é obrigado a lembrar de você pra sempre.

5. Presentes originais são mais legais! Tente fugir das canecas, chaveiros, lápis… A não ser que a pessoa faça coleção e te implore por um. Cada destino tem uma característica que se destaca das outras, então busque levar um pedacinho do lugar que você conheceu para o outro sentir o gostinho também. Um livro sobre a história local, miniaturas de obras de arte, de monumentos, um CD com músicas da região e artigos produzidos pela população não vão te deixar errar.

Boas compras! ;)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 88 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: