Fiscalização do tamanho da bagagem de mão fica mais rígida no Brasil

Fiscalização do tamanho da bagagem de mão fica mais rígida no Brasil

10 de abril de 2019 Off Por Juliana Comparin
Bagagem de Mão

A exigência em relação ao tamanho limite permitido para as bagagens de mão em voos nacionais vai ficar mais dura a partir de agora. Começa nesta quarta-feira (10/4) um serviço de fiscalização na área pré-embarque dos aeroportos para verificar o cumprimento da norma pelos passageiros.

A ação é uma medida da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e tem como objetivo evitar que malas com tamanhos inadequados sejam embarcadas na cabine no avião.

A bagagem de mão deve medir no máximo 55 cm de altura, 35 cm de largura e 25 cm de profundidade. As dimensões seguem o padrão usado pela Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo) e, na teoria, já estavam sendo praticadas pelas companhias aéreas brasileiras. Agora, porém, o controle da medida será mais rígido.

Desde que a nova regra de transporte de bagagens da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) entrou em vigor no Brasil em 2017, permitindo às companhias aéreas cobrar pela bagagem despachada e elevando de 5 para 10 kg o peso que o passageiro poderia levar consigo na cabine sem custo, muitas pessoas passaram a levar malas maiores a bordo, causando tumulto e atrasos.

Com a nova fiscalização em vigor, passageiros terão suas malas checadas por uma empresa terceirizada antes de entrar na área de embarque. Durante as duas primeiras semanas, a checagem terá caráter educativo. Após esse período, a bagagem que exceder o padrão terá de ser despachada pelo valor cobrado pela companhia aérea (valores no fim da postagem).

Quinze aeroportos brasileiros participam da ação, sendo a data de início das atividades dividida em três etapas:

1ª etapa

Aeroportos
Juscelino Kubitschek, em Brasília/DF
Afonso Pena, em Curitiba/PR
Viracopos, em Campinas/SP
Aluízio Alves, em Natal/RN

Fiscalização educativa: 10 a 24 de abril
Fiscalização efetiva: a partir de 25 de abril

2ª etapa

Aeroportos
Confins (Belo Horizonte/MG)
Pinto Martins (Fortaleza/CE)
Guararapes Gilberto Freyre (Recife/PE)
Luís Eduardo Magalhães (Salvador/BA)
Val de Cans (Belém/PA)

Fiscalização educativa: 17 de abril a 1º de maio
Fiscalização efetiva: a partir de 2 de maio

3ª etapa

Aeroportos
Santa Genoveva (Goiânia/GO)
Salgado Filho (Porto Alegre/RS)
Congonhas (São Paulo/SP)
Guarulhos (Guarulhos/SP)
Galeão (Rio de Janeiro/RJ)
Santos Dumont (Rio de Janeiro/RJ)

Fiscalização educativa: 24 de abril a 12 de maio
Fiscalização efetiva: a partir de 13 de maio

Valor cobrado pela bagagem despachada por cada companhia

Azul e Gol
Comprando pelo site: R$ 60
Comprando no aeroporto: R$ 120

Avianca
Até 6 horas antes do voo: R$ 60
Menos de 6 horas antes do voo: R$ 120

Latam
Até 3 horas antes do voo: R$ 59
Menos de 3 horas antes do voo: R$ 120

Veja outras publicações sobre aviação

Anúncios