Alternativas para fugir das multidões no verão Europeu 2019

O verão no hemisfério norte começa nesta sexta-feira, dia 21 de junho. É época de dias longos e quentes, aperol spritz nas mãos e, em muitos casos, ruas lotadas de turistas. Embora cada vez mais o interior europeu esteja sendo descoberto pelo turismo, alguns destinos ainda estão fora do radar das multidões e, por isso, oferecem experiências similares em ambientes bem mais tranquilos. O The New York Times listou seis alternativas para trocar o turismo ombro-a-ombro por passeios com mais ares de férias.

Grécia: Ao invés de Santoniri, Tinos

A ilha de Santorini, na Grécia, está no topo da lista de desejos de pessoas do mundo todo – principalmente depois do boom das redes sociais e das fotos do famoso pôr do sol alaranjado. Uma opção de ilha grega tão atraente quanto Santorini e ainda calma é Tinos. Acessível de barco a partir de Atenas, Tinos tem praias fantásticas, vilarejos pitorescos, tavernas com frutos do mar e uma imensa quantidade de igrejas – entre elas, a dedicada à Anunciação da Virgem Maria, que leva peregrinos a chegar de joelhos desde o desembarque no porto.

Destinos Alternativos Europa - Santorini
Santorini, Grécia | Foto: Getty Images
Tinos, Grécia | Vídeo: Maria Mavropoulou/The New York Times

Países Baixos: Ao invés de Amsterdã, Delft

A 45 minutos de trem de Amsterdã está Delft, que também tem prédios estreitos e altos, passeio de barco nos canais, muitas bicicletas e vida noturna agitada – porém, com menos gente. Museus, igrejas e mercados (de flores, alimentos e antiguidades) também fazem parte dos atrativos de Delft, além de outras peculiaridades, como a porcelana fabricada na cidade e o menor museu do mundo, que fica dentro de uma cabine telefônica.

Destinos Alternativos Europa - Amsterdã
Amsterdã, Países Baixos | Foto: Getty Images
Delft, Países Baixos | Vídeo: Joann Pai/The New York Times

Espanha: Ao invés de Barcelona, Valência

Valência, a terceira maior cidade da Espanha, é cheia de atrações assim como Barcelona, mas não recebe nem 10% dos turistas que visitam a sua irmã maior. A cidade abriga construções de diversos estilos arquitetônicos – do gótico ao que há de mais moderno, tem praia, ruelas estreitas com lembranças medievais e grafites atuais, é dona do maior aquário da Europa, de cafés deslocados e do título de cidade natal da paella.

Destinos Alternativos Europa - Barcelona
Barcelona, Espanha | Foto: Emilio Parra Doiztua/The New York Times
Destinos Alternativos Europa - Valência
Valência, Espanha | Foto: Emilio Parra Doiztua/The New York Times

Mar Adriático: Ao invés de Dubrovnik, Kotor

A cidade murada de Dubrovnik sempre foi a estrela da Croácia, mas ganhou ainda mais popularidade depois de ter sido cenário para a série Game of Thrones. Uma alternativa de cidade litorânea a 100 km ao sul dali que também mantém preservada a sua herança medieval é Kotor, no país vizinho Montenegro. Além dos muros, fortes e ruelas históricas, Kotor é cercada de belezas naturais: fica encrustada em uma montanha de frente para os fiordes de Montenegro.

Dubrovnik, Croácia | Vídeo: Susan Wright/The New York Times
Destinos Alternativos Europa - Kotor
Kotor, Montenegro | Foto: Susan Wright/The New York Times

República Tcheca: Ao invés de Praga, Olomouc

A combinação de vida noturna vibrante (com bares abertos até o amanhecer) e construções antigas preservadas tem atraído muitos turistas à Praga. Tanto é que a capital da República Tcheca já é a quinta cidade mais popular da Europa. Para experimentar uma Praga em versão menor e menos abarrotada de gente, a sugestão é Olomouc, rica em arquitetura barroca. Igrejas, fontes e parques dividem a atenção dos turistas com o queijo local de cheiro forte – que vai bem acompanhado de uma original cerveja tcheca.

Destinos Alternativos Europa - Praga
Praga, República Tcheca | Foto: Getty Images
Destinos Alternativos Europa - Olomouc
Olomouc, República Tcheca | Foto: Andreas Meichsner/The New York Times

Itália: Ao invés de Florença, Lucca

Mais de 10 milhões de turistas visitaram Florença em 2018. Mesmo com a adoção de algumas medidas recentes para controlar o turismo de massa, como a aplicação de multas para quem comer no centro histórico da cidade, não há sinais de mudança no fluxo de visitantes. Outro destino da região da Toscana que, assim como Florença, guarda jóias do Renascentismo é Lucca. Em volta da cidade, uma muralha de 12 metros de altura protege o seu interior, que culmina em uma grande praça circular com muitas opções para aquele deleite gastronômico.

Destinos Alternativos Europa - Florença
Florença, Itália | Foto: Getty Images
Destinos Alternativos Europa - Lucca
Lucca, Itália | Foto: Susan Wright/The New York Times

Veja também:

12 cidades charmosas na Europa para fazer bate-volta
Dez cidades europeias que você não sabia que existiam
5 bate-voltas surpreendentes na Itália

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s