Todos os posts em: França

Menton

Bate e volta: 10 cidades para conhecer de trem a partir de Nice, na França

A Côte d’Azur, trecho do litoral sul da França, é um cobiçado destino do verão europeu. A região, também conhecida como Riviera Francesa, é facilmente percorrida de trem, o que possibilita ao visitante conhecer vários vilarejos da costa em uma só viagem. Nice é a maior cidade da área e normalmente serve como base para explorar os demais destinos durante o dia. Conheça nesta seleção dez charmosas vilas francesas para fazer bate e volta de trem a partir de Nice: A leste de Nice: 1. Villefranche Sur Mer Distante a apenas 8 minutos de trem de Nice está Villefranche Sur Mer, uma antiga vila de pescadores. Tem praia tranquila, ruelas estreitas e restaurantes com vista para o mar. A Rue Obscure, um túnel medieval construído em 1260, é um importante ponto turístico. 2. Beaulieu Sur Mer Beaulieu Sur Mer está a 12 minutos de trem de Nice. Tem belas praias, restaurantes no calçadão, cassino e atmosfera luxuosa. A Villa Kerylus, um casarão construído em estilo grego antigo na beira do mar, é hoje um museu. …

Torre Eiffel Jardim

Entorno da Torre Eiffel será transformado em um grande jardim

A área em torno da Torre Eiffel, em Paris, vai ser repaginada. O atual trânsito intenso dos arredores do monumento dará espaço a um grande jardim voltado à circulação livre de pedestres e ciclistas. O novo espaço verde vai se estender por 1,6 km e deve estar pronto para os Jogos Olímpicos de 2024. A principal mudança será a transformação da Pont d’Iéna (ponte sobre o Rio Sena onde passam carros) em uma passarela verde, criando uma conexão entre as duas praças localizadas nas extremidades da Torre: Trocadero e Champ de Mars. Apenas veículos de transporte público e de emergência poderão acessar a área. A obra ainda inclui a construção de pistas de caminhada e ciclismo, duas novas praças, um anfiteatro e a instalação de mais fontes, além de novas comodidades para os turistas, como guarda-volumes e restaurante. O projeto que vai dar cara nova ao ponto turístico mais visitado do mundo foi vencedor de uma competição lançada pela prefeitura de Paris. Devem ser investidos €72 milhões, sendo o dinheiro inteiramente proveniente da venda de …

Uma Noite no Museu do Louvre

Museu do Louvre vai ser hotel por uma noite

Dois sortudos serão hóspedes por uma noite no Museu do Louvre, em Paris (FRA), no dia 30 de abril. A experiência inclui drink de frente para a Mona Lisa, jantar ao lado da Vênus de Milo, show acústico nos aposentos de Napoleão III e uma noite debaixo das estrelas em uma cama instalada sob o icônico símbolo do Museu, a pirâmide de vidro.

Como planejar uma visita ao Museu do Louvre, em Paris

O Museu do Louvre é um dos maiores e mais famosos museu do mundo. Nele, ficam algumas das obras de arte mais emblemáticas do planeta, como a Mona Lisa, Vênus de Milo e Vitória de Samotrácia. Localizado em Paris, o Louvre merece pelo menos 3 horinhas para conhecê-lo. Por ser imenso (tem mais de 60 mil m²), ter muito o que ver (possui cerca de 35 mil obras em exibição permanente de um acervo de 380 mil itens) e estar cheio o ano todo, o mais indicado é planejar a visita antes de ir para conseguir aproveitar bem o passeio. Para isso, é preciso ter uma noção da divisão das alas, dos departamentos e saber onde se encontram as principais obras ou aquelas que você mais tem vontade de ver. Desta forma você garante que não vai passar batido pelas obras principais. Divisão do Museu O Museu do Louvre tem 5 andares e é dividido em 3 alas: Denon, Sully e Richelieu. As obras estão divididas em 8 departamentos: Arte grega, romana e etrusca | Arte islâmica …

Subir a Torre Eiffel pelas escadas. Como é?

A Torre Eiffel, símbolo emblemático de Paris, está entre as silhuetas mais cobiçadas do mundo. Quase 7 milhões de pessoas a visitam por ano. Ela tem três andares, sendo todos acessíveis por elevador. O que nem todos sabem, porém, é que é possível subir até o 2º andar pelas escadas. Ao todo, são 704 degraus em zig zag que, a cada curva, desvendam ângulos únicos da cidade luz. Além desse privilégio, outras vantagens de encarar as escadas são: conhecer a estrutura da Torre bem de perto, evitar as filas quilométricas do elevador e economizar, já que o ingresso via escada é mais barato. Depois de alcançar o 2° andar (e constatar que os pulmões estão em dia), a dica é pegar o elevador até o 3° e apreciar Paris lá de cima – vale gastar € 13 sem culpa na Champanheria e brindar a sua chegada ao topo com glamour. Restaurantes, lojas de souvenir, museu e até cinema são outras atrações presentes dentro da Torre. Veja outras dicas de Paris no post Roteirão: 4 dias em …